As mulheres grávidas têm uma taxa de pulso ligeiramente maior do que a de mulheres não grávidas e mulheres. Alta taxa de pulso em repouso durante a gravidez é atribuída à maior taxa de metabolismo. Leia, para conhecer a gama taxa normal de pulso para mulheres grávidas e as mudanças de estilo de vida simples que ajudam a manter a taxa dentro da faixa normal ...
0

Taxa de pulso durante a gravidez

Você pode saber qual é a sua taxa normal de pulso medindo-a no estado de repouso. Basta pressionar os dedos na parte do seu pulso e você vai sentir o pulso. A pulsação é expressa em batimentos por minuto, uma vez que indica quantas vezes seu coração bate em um minuto. Pulsação normal é também chamado de “taxa de pulsação em repouso”. Um coração saudável bate lentamente porque não rem problemas em bombear a quantidade necessária de sangue para o corpo. Mas um coração fraco bate mais rápido e mais forte, a fim de atender a necessidade do corpo em sangue e em oxigênio. Pulsação é também referida como ritmo cardíaco (RC). Ela varia de acordo com a idade, saúde geral, peso, atividade física, estilo de vida, etc e não é igual ao longo do dia.

Taxa de pulso normal para as mulheres

Freqüência cardíaca de repouso (FCR) para crianças acima de 10 anos e para adultos pode ser entre 60-100 bpm. O taxa normal de frequência cardíaca de repouso para as mulheres é de 60-70 batimentos por minuto. As mulheres mais jovens exibem uma maior taxa de pulso do que as mulheres mais velhas. As mulheres obesas ou com sobrepeso têm uma maior taxa de pulsação do que mulheres magras ou mulheres com peso moderado ou baixo. Pelo contrário, os atletas ou as mulheres que escolheram o esporte como profissão, exibem RHR surpreendentemente baixo i.e. 54-59 bpm. Os treinamentos que eles fazem fortalecem o coração e os pulmões. Aqueles que são fisicamente ativos, apresentam a taxa de  freqüência cardíaca relativamente baixa. Aqueles que levam uma vida sedentária, geralmente, apresentam o maior HR.

Uma mulher pode ter maior taxa de pulso durante a gravidez. Pulsação normal para as mulheres grávidas pode variar entre 85-90 bpm. Aa vezes, pode ser elevada até 100 batimentos por minuto. Dependendo do seu RC normal antes da gravidez e sua saúde geral, você pode notar um aumento pequeno ou significativo na FC durante a gravidez. O RC extremamente alto ou significativamente baixo durante a gravidez é um sinal de distúrbio de saúde. Nesse caso, você deve consultar o seu médico imediatamente.

Freqüência cardíaca mais alta durante a gravidez

  • Crescimento do feto, aumento do útero e da placenta faz com que o corpo exige mais sangue . Então, o coração tem de trabalhar mais para atender a demanda.
  • O corpo necessita da quantidade maior de sangue para nutrir o feto. As mudanças  que ocorrem gradualmente no sistema circulatório durante a gestação aumentam a necessidade em sangue.
  • As alterações hormonais, presença de hormônios da gravidez afetam o ritmo dos vasos sanguíneos.
  • Um aumento na taxa metabólica também acelera a pulsação.
  • A quantidade de ar inalada e jogada para fora por  pulmões durante cada respiração aumenta significativamente.
  • Aumento de peso durante a gravidez aumenta o ritmo cardíaco.
  • Hormônio liberado pela placenta acelera ativedade da glândula tireóide. A glândula, portanto, produz grandes quantidades de hormônios da tireóide. Isto leva a aumento da frequência cardíaca. A mulher pode sentir palpitações, transpiração excessiva, alterações de humor. Mas neste caso não será o hipertireoidismo.

Devido ao aumento do débito cardíaco (quantidade de sangue é bombeado pelo coração) em 30-50 % durante a gravidez, a taxa de pulsação também será elevada, o que é natural. As mulheres grávidas geralmente notam um aumento na taxa de pulsação por cerca de 10-20 batimentos. Como mencionado anteriormente, o aumento da taxa de pulsação pode variar de mulher para mulher, dependendo de sua saúde, do peso, da idade, do estilo de vida, dos hábitos etc, bem como do consumo excessivo de álcool, do tabagismo, do uso de drogas, do uso de certos medicamentos. O estilo de vida estressante também pode afectar o ritmo cardíaco de forma significativa.

Se uma mulher grávida perceber que a taxa da sua pulsação for muito alta ou muito baixa, ela deverá ver imediatamente o seu médico. Certas mudanças na dieta, o repouso suficiente, alguns exercícios  etc ajudarão manter a taxa de pulso normal durante a gravidez. As mulheres grávidas geralmente desenvolvem deficiência de ferro. As deficiências nutricionais podem afetar a saúde do coração e o seu ritmo. O uso de aditivos alimentares corretos, o relaxamento da mente e do corpo ajuda a melhorar a saúde.

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *