Possibilidades e intervalo de tempo na ovulação após a gravidez química, é um motivo de grande preocupação entre as mulheres que desejam engravidar. Leia tudo sobre ele no artigo seguinte.
0

Ovulação após a gravidez química

O termo gravidez química é utilizado para se referir ao fenómeno de aborto  que é o que uma terminação espontânea da gravidez é chamada. Um aborto ou química ocorre quando a gravidez é espontaneamente termina  dentro de 20 semanas de concepção. Pode ser uma experiência emocionalmente dolorosa para uma mulher grávida, especialmente se for sua primeira gravidez. No entanto, as conseqüências físicas de um aborto espontâneo geralmente não são muito graves ou preocupantes  e pouco ou nenhum dano biológico ocorre. O sintoma mais comum é a hemorragia, que pode ou não ser acompanhada de dor abdominal leve ou cólicas leve dos músculos abdominais. Embora a recuperação física é um processo bastante rápido e o corpo rapidamente reverte para o seu normal, condição pré-gravidez, a recuperação psicológica muitas vezes leva muito tempo. No entanto, postar aborto, a única preocupação que afirma toda a atenção de uma mulher que deseja engravidar  é que da ovulação após a gravidez química. As questões candentes neste momento são – “Será que meus períodos continuam e se é normal depois disso?”, e  “Quando eu vou começar a ovular novamente?”

Ovulação após o aborto

No curso normal, os ciclos menstruais e de ovulação devem  ser retomados  dentro de uma semana ou duas. No entanto, quando você começar a ovular depois de ter um aborto espontâneo, totalmente depende do nível de HCG (gonadotrofina coriônica humana) em seu corpo. HCG é uma hormona que é produzida por embrião em desenvolvimento durante a gravidez. Esta hormona desencadeia a corpo lúteo para produzir a hormona feminina progesterona. Progesterona engrossa e prepara o endométrio. A parede interna do útero  para a implantação no caso de uma fertilização de óvulos tem lugar. Esta hormona é geralmente produzida  durante a ovulação e se não ocorre  fertilização, neste ponto, o endométrio é derramado e se decompõe e deixa o corpo em forma de sangue menstrual. Este fenômeno é o que chamamos de menstruação  ou mais coloquialmente, períodos.

Agora, voltando para a ovulação após aborto espontâneo, uma vez que a gravidez fica encerrada  e o embrião não desenvolvido deixa o corpo  juntamente com a descarga de sangue (o que é característico de um aborto espontâneo), o níveis de HCG começam  a cair. Isto conduz a uma queda na produção de progesterona  e o corpo volta ao normal e do sistema reprodutivo retoma o seu ciclo menstrual e de rotina de ovulação. No entanto, este processo leva algum tempo  que é normalmente cerca de uma semana ou duas para a maioria das mulheres que não têm outras complicações do sistema reprodutivo ou endócrina como tal. Normalmente  para os ciclos normais de menstruação e ovulação para continuar, o nível de HCG deve estar idealmente abaixo dos 5 .

Ovulação tardia após a gravidez química

Embora a ovulação até 2 – 4 semanas depois de um aborto não é nada incomum  que vai além de 5 semanas deve preocupar você. A maioria dos casos de gravidez tardia química pós ovulação são causadas por desequilíbrios hormonais em seu corpo. O mais comum entre estes é quando a HCG leva dolorosamente longo para deixar cair para zero ou mesmo inferior a 5. Isso pode aumentar o fosso entre um aborto espontâneo e a ovulação seguinte. Embora uma grande quantidade de medicamentos e remédios de ervas sejam  disponíveis  que encurtam  a duração dos ciclos menstruais e ajudam você a começar a ovular dentro de intervalo de tempo normal depois de um aborto espontâneo, é sempre melhor consultar o médico em vez de embarcar em uma onda de auto-medicação.

Em caso de não retomar seus ciclos menstruais normais até 4 – 6 semanas após uma gravidez química, você deve consultar seu ginecologista  que irá executar os testes apropriados para determinar a causa raiz desse atraso. Se é uma coisa de desequilíbrio hormonal, o seu médico irá prescrever-lhe os medicamentos certos e terapia  de modo que você reciba  de volta no caminho certo e tente  engravidar novamente, com sucesso. Em caso é algo diferente de uma coisa hormonal, digamos, um problema de fertilidade, então o seu ginecologista é a melhor pessoa para lhe sugerir programas adequados e workshops que ajudarão você a engravidar novamente. No entretanto, e por tudo isso, você deve ficar calma, ser paciente  e grande quantidade de porto de positividade e esperança para suas perspectivas futuras da maternidade!

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *