Leucócitos em urina pode ser uma indicação de problemas renais. Através deste artigo vamos discutir esse teste de diagnóstico ...

Presença de leucócitos no exame de urina

Um teste de urina  muitas vezes é o melhor teste de diagnóstico para qualquer enfermidade. Várias substâncias presentes na urina determinam a saúde da pessoa. Qualquer variação dos níveis dessas substâncias indica que algo está errado. De facto, a maioria das doenças renais e digestivas são diagnosticadas por este método que é análise de urina. No entanto, se a presença de células brancas do sangue na urina for detectada, isto indicará uma infecção renal.

Causas de leucócitos na urina

Nós todos sabemos que os leucócitos são os glóbulos brancos que defendem nosso corpo contra qualquer invasão bacteriana ou viral. No entanto, os leucócitos encontrados na urina, é um sinal que indica uma infecção subjacente. Uma excreção aumentada de leucócitos através da urina é também conhecida como leucocitúria. Há várias causas para essa condição, incluindo as seguintes:

  • A pielonefrite (infecção do trato urinário)
  • Glomerulonefrite (inflamação dos vasos sangüíneos nos rins)
  • Fenacetina nefrite (infecção renal causada por fenacetina)
  • A infecção bacteriana do trato geniturinário inferior
  • Cistite (inflamação do trato urinário e da uretra)
  • Esvaziamento demorado da bexiga
  • Infecções da bexiga

A presença de infeções só poderá ser diagnosticada se os leucócitos presentes ​​na urina contiverem bactérias ou vírus. No entanto, presença de leucócitos na urina sinaliza que algo esteja errado no organismo humano. O tipo de leucócitos encontrados na urina na maioria de casos são granulócitos neutrofílicos. Mas em caso de alergias graves uma certa quantidade de eosinófilos também será detectada. Em caso de uma infecção renal crónica os linfócitos também serão encontrados na urina. Assim, em um volume de urina normal, que é  de 750 a 2000 ml por dia, o índice 10  de leucócitos é considerado normal. Quantidade acima deste deve alertar o paciente.

Exame de urina

Para fazer o exame, a urina é colhida diretamente da bexiga por meio de um cateter introduzido na uretra. Uma vez recolhida  amostra, uma fita fina de plástico livre de produtos químicos é mergulhada dentro da urina para observar se houver qualquer alteração na cor da urina. A cor normal da urina é sempre amarelo-pálida e transparente. Qualquer mudança na cor indica que pode haver um início de infecção. Um exame microscópico é ainda realizado para verificar a presença dos índices de glóbulos vermelhos, de leucócitos,de  cetonas, de proteínas, de glicose, de nitritos e de sangue na urina.

Presença de esterase de leucócitos (enzima das células brancas do sangue) na urina também pode ser verificada através da análise de urina. E se for provada será o sinal de infecção do trato urinário. Leucócitos na urina são mais prevalentes em mulheres do que em homens, devido à fisiologia das mulheres, cuja uretra é mais curta e mais próxima do ânus. Além disso, mesmo a acidez da urina contribui para diagnóstico de doenças numa pessoa. E por último, o que é também muito importante, a concentração da urina é capaz de ajudar no diagnóstico de vários problemas de saúde. Outra coisa muito importante é a acidez da urina. Nível elevado de acidez pode indicar distúrbios metabólicos, desequilíbrios eletrolíticos e alergías a determinados alimentos. A urina concentrada (a urina turva) indica uma alteração da função renal.

A indicação de glóbulos brancos na análise de urina, se for encontrada, deve ser levada a sério porque a pessoa pode estar sofrendo de hematúria ou dalguma infecção renal grave. Há outros fatores também que pode eventualmente facilitar a excreção de grande quantidade de leucócitos na urina,tais como tumores, cálculos renais e obstruções urinárias. No entanto, em mulheres grávidas, esta condição não é um problema alarmante, como é comum a parede vaginal para derramar algumas células brancas do sangue, juntamente com a urina. Mas se há um nível alarmante de leucócitos na urina, a atenção médica imediata deve ser procurada.

Um rim inchado (pode ser sentido externamente pelo toque), um tumor de bexiga, micção freqüente e dolorosa, urina turva e mal cheirosa e cor da urina tingida com a cor rosa ou vermelha  indicam presença de leucócitos na urina. Para combater essas infecções renais há antibióticos disponíveis no mercado, que só devem ser tomados de acordo com prescrição médica. Mas o melhor remédio é a água. Deve-se beber muita água todos os dias. Pelo menos 8 copos de água por dia é uma obrigação. Detecção de células brancas do sangue durante o exame de urina é uma condição muito grave e pode levar a doenças em cascata, que podem mais tarde culminar em uma condição com risco de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *