A freqüência cardíaca de repouso ajuda os atletas sabem os seus níveis de aptidão. O ritmo cardíaco normal de repouso para atletas é menor do que a observada para o resto da população. Leia para saber o mesmo, e os riscos que o acompanha ...
0

Taxa de freqüência cardíaca de atletas em estado de repouso

Um atleta é um indivíduo que trabalha duro e se esforça para o maior nível de aptidão. A palavra”fitness” é um termo muito amplo e implica a saúde geral da pessoa. Uma das características mais importantes que definem a aptidão é a freqüência cardíaca do indivíduo durante os exercícios de fitnesse outras práticas desportivas é a taxa de frequência cardíaca. Muitos sabem que a taxa de frequência cardíaca em estado de repouso para os atletas é menor do que a para pessoas em geral. A seguir vão algumas explicações.

Por que é que a taxa cardíaca em estado de repouso é tão importante para os atletas?
A principal razão pela qual os atletas têm a menor taxa de freqüência cardíaca é aumento do limiar anaeróbio. Isto acontece principalmente para garantir que você obtenha a máxima eficiência durante o exercício. O objetivo geral disto é garantir que em vez de ressaltar o sistema aeróbio, você tenta quebrar carboidratos ou glicogênio. Isso garante que não haja degradação de proteínas e, portanto, nenhuma perda de massa muscular, apesar dos exercício extenuantes.

Taxa ideal de freqüência cardíaca em estado de repouso para os atletas
Como mencionado acima, a formação de resistência é para ajudar a aumentar a capacidade de funcionamento do coração e dos músculos. Assim, a razão pela qual os atletas têm a menor freqüência cardíaca em repouso é porque a quantidade maior de sángue é bombeada em uma única contração do coração em comparação com coração de outras pessoas. Isso tem um duplo efeito positivo – oxigênio chega aos músculos com gastos menores de energia e a energia é dirigida a processamento de hidratos de carbono guardadas no corpo, em vez de formar proteínas. Assim, este é ideal para as pessoas não só para se manter em forma, mas também para perder peso.

Não há cálculos da taxa cardíaca ideal em estado de repouso para atletas, e assim, não existe um valor definitivo ou intervalo em que a frequência cardíaca tenha certa taxa, para poder dizer que o atleta tem níveis de aptidão ideais. No entanto, uma taxa cardíaca normal para os atletas em estado de repouso é cerca de 50-60 ou menos batimentos cardíacos por minuto. Normalmente, a freqüência cardíaca de cerca de 50 batimentos por minuto é considerada a ser muito boa. Para diminuir a freqüência cardíaca até nível inferior a 45, você precisa fazer exercícios de modo rigoroso por um longo período de tempo e em uma base permanente. Ciclista Lance Armstrong tem uma freqüência cardíaca em repouso cerca de 32 batimentos cardíacos por minuto, o que é uma taxa de frequência cardíaca excepcionalmente saudável. Embora um limite fixo inferior da freqüência cardíaca não seja determinado, é amplamente aceito que uma taxa cardíaca que seja menor do que 30 bcm não é saudável. Esta informação da taxa de frequência cardíaca em estado de repouso poderá ajudar você a saber mais sobre este aspeito de saúde humana.

Riscos inerentes da taxa muito baixa de frequência cardíaca em estado de repouso
Quando um atleta tiver a sua taxa habitual de frequência cardíaca em estado de repouso menor do que 30 bcm, não haverá muitos riscos inerentes dessa condição, exceto que, às vezes, níveis perigosamente baixos de frequência cardíaca, ou seja, bradicardia, podem ir não diagnosticados, podendo presumir-se que a taxa baixa num atleta seja algo normal. Além disso, a pessoa neste caso tem a vulnerabilidade maior  quanto a sofrer de consequências graves devido a diminuição do fluxo sanguíneo para o coração. Assim, isto pode levar a níveis baixos de sángue nos órgãos internos e pode até causar desmaios ocasionais. Se você for um atleta sofrendo com isso, então você precisa consultar um cardiologista imediatamente.

Há também uma condição conhecida como síndrome do coração de atleta ou bradicardia atlética, que é observada em pessoas que praticam exercícios de modo muito rigoroso. Nesta situação trata-se de cardiomegalia, isto é, um aumento no tamanho do coração. Este problema acontece principalmente porque o bombeio da maior quantidade de sangue é feita a partir força de aumento de contracções do ventrículo esquerdo, que é a razão pela qual o coração fica aumentado em tamanho, um estado conhecido como a cardiomegalia. Isso não sempre está acompanhado por evidentes sintomas graves, no entanto, se houver um problema no coração que possa levar a cardiomegalia, este pode se tornar difícil de detectar e diagnosticar.

Embora o ritmo cardíaco de um atleta não seja algo que possa ajudar a saber qual atleta tem mais chances de ganhar em um evento esportivo, sabé-lo poderá ser importante para poder determinar a intensidade com que um indivíduo é capaz de se exercer para aumentar o seu nível de aptidão física ainda mais.

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *