Neste artigo gostaríamos de revelar alguns fatos básicos sobre tratamento da escápula alada. O artigo não se limita com outros aspectos desta condição.
0

Tratamento da escápula alada

O que é escápula alada? É uma dessas condições médicas, que embora seja comum na maioria das pessoas,  ainda está ignorada ou fica despercebida. Isto é principalmente devido à natureza quase assintomática da doença, o que leva uma pessoa a esquecê-la, mesmo se ela está sofrendo disso. A condição está associada a uma disfunção do ombro e também  à  má postura. Esse termo basicamente está usado para se referir a uma condição em que o ombro em vez de estar na posição horizontal contra a parte de trás da parede da caixa toráxica, permanece numa posição saliente. O distúrbio é chamado assim porque a borda interna da escápula (omoplata) tem uma aparência de asas.

 Causas e sintomas de deslocação de omoplata

Uma das partes mais complexas do ombro é a escápula, que é o maior dos ossos na constituição inteira do ombro. A razão pela qual o braço é estabilizado no corpo e tem uma ampla gama de movimento é devido ao facto de que a escápula está ligada a um grande número de músculos. Agora todos estes músculos trabalham em harmonia e permitem que o braço  se desloque em várias direções. No entanto, por causa de alguns fatores, alguns destes músculos podem funcionar mal. Isto por sua vez pode perturbar o funcionamento da escápula e é  um dos casos de repercussão da escápula alada.

Existe o que é chamado como  nervo torácico (nervos espinais  das vértebras toráxicas) do ombro. Agora, a principal tarefa deste nervo é fornecer impulsos ao músculo serrátil anterior (este músculo é necessário para puxar a escápula para frente). Portanto, se o nervo toráxico sofre de qualquer lesão, ela afeta o músculo serrátil anterior, o que resulta  numa escápula alada. Podem ser  várias formas através das quais o nervo toráxico pode ficar danificado. As mais comuns incluem golpe no pescoço ou ombro, entregando-se a movimentos repetitivos tais como a lavagem do carro ou cavando, etc. e até mesmo tratamentos médicos. Uma torção súbita do pescoço ou do ombro, também pode danificar o nervo.

Tanto quanto os sintomas são considerados, como mencionado, a condição torna-se quase assintomática. No entanto, a pessoa afetada pode queixar-se de ter uma sensação de pressão na sua escápula, especialmente quando estiver sentada. Outro sintoma é aquele que é o mais importante que há uma protrusão do ombro. E se a condição foi causada devido a uma lesão, então pode provocar uma dor constante (dor escapular), acompanhada por limitação dos movimentos no braço.

Plano de tratamento para escápula alada

Tratar o problema da escápula alada não abrange apenas um método. Esta condição pode ser tratada com uma combinação de procedimentos médicos e exercícios da escápula. De acordo com aquilo que os especialistas recomendam, é necessário fazer uma abordagem e esperar e ver, combinando com a fisioterapia que é o tratamento certo para lidar com a doença. No entanto, se este método não responde bem e se os sintomas parecem permanecer por um período mais de 3 – 6 meses, a cirurgia pode ser necessária. Na cirurgia da  escápula alada, a escápula é fixada à caixa toráxica. Falando sobre exercícios da escápula, os especialistas recomendam aos pacientes  fazer exercícios de pressionar contra a parede e socos. Para o primeiro trabalho , fique à distância de um braço contra uma parede. Agora, como você faz flexões, pressione contra a parede, dobre os braços e se afaste. Isto tem que ser repetido 10 vezes por uma sessão. Fazer 3 séries diárias é considerado como suficiênte.

Esses tipos de exercícios, na verdade, ajudam na reabilitação da escápula alada e recomenda-se de realizá-los sob a supervisão de um profissional médico. Para concluir, exercícios são considerados como sendo a primeira linha de tratamento para a escápula alada e com isso  os músculos enfraquecidos podem ser reforçados, melhorando assim o nervo toráxico  e o músculo serrátil dianteiro. Tais exercícios, quando são feitos regularmente e de forma correta, aumentam  a mobilidade normal do ombro  e podem restaurar seu funcionamento.

0

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *