Aqueles que foram submetidos a colecistectomia estão sempre em risco de síndrome pós colecistectomia. Este artigo destaca os sintomas desta síndrome. Leia para saber mais ...

Os sintomas da Síndrome Pós-Colecistectomia

O método cirúrgico utilizado para a remoção da vesícula biliar é chamado a colecistectomia. Vesícula biliar é um órgão pequeno, mas tem um papel relevante na função digestiva do corpo. Ela está localizada muito perto do fígado, na parte superior da cavidade abdominal, a direita, e o suco biliar liberado pelo fígado é armazenado no interior da vesícula biliar. O bile é um suco digestivo importante, utilizado na digestão para digerir as substâncias dos alimentos gordurosos. Colecistectomia é realizada quando os cálculos biliares são formados no interior da vesícula biliar e impedem o fluxo biliar normal. Síndrome pós colecistectomia ou PCS, em suma, refere-se às complicações que surgem depois de vesícula biliar for removida cirurgicamente.

Os sintomas
Como a vesícula biliar está muito envolvida no processo digestivo, sua remoção tem um impacto negativo sobre o sistema digestivo em geral. Os sintomas da síndrome pós-colecistectomia são bastante diferentes em cada caso particular. Os sintomas mais comuns observados e as razões por trás deles são explicados aqui:

  • Depois de colecistectomia, quantidade excessiva de bile é liberada diretamente no trato digestivo, como não há nenhum elemento para armazenar os bile extra liberado pelo fígado. Isto faz com que a pessoa sente a dor na parte inferior do tracto digestivo. A intensidade da dor pode variar de uma dor abdominal maçante menos intensa até uma dor aguda.
  • Mais um efeito do extra fluxo biliar pelo tracto digestivo é a gastrite, uma doença caracterizada por inflamação do estômago. A extra quantidade de bile frequentemente tende a fluir  para o esófago e assim provoca a esofagite, doença em que a inflamação ocorre na mucosa do esófago. Em resultado disto, uma dor ardente aparece na parte superior do abdómen e no peito. Danos nos tecidos do esôfago podem causar certas dificuldade em engolir os alimentos.
  • Alguns pacientes desenvolvem icterícia após colecistectomia. Este estado se desenvolve quando um pigmento biliar chamado bilirrubina se acumula nas membranas mucosas, nas partes brancas dos olho e da pele. Ele pode ser identificado por uma cor amarelada nestas partes do corpo.
  • Algumas pessoas estão predispostas aos problemas comuns de digestão tais como como diarréia logo após colecistectomia, têm as fezes aquosas e evacuação bastante freqüente. Na maioria dos casos, esse sintoma tem a duração de apenas alguns meses, mas há pessoas que sofrem deste problema por um longo período de tempo.
  • Síndrome do intestino irritado (SII) é outro efeito colateral chato que é dificil para eliminar. Este distúrbio afeta o intestino grosso e este começa a contrair de modo anormal durante as evacuações. Isso resulta em episódios repetidos de obstipação e diarréia alternadas.
  • Muitas pessoas sofrem de doença do refluxo gastroesofágico (DRGE). Neste estado, o estômago move seu conteúdo para trás, a comida entra no esôfago e causa uma irritação lá, provocando azia que piora  basta se deitar ou inclinar para a frente.

Tratamento
Antes do tratamento da síndrome pós-colecistectomia, um diagnóstico completo do problema é uma necessidade. Uma diálogo aberto entre o paciente e o médico é essencial, e é seguido por uma série de testes de laboratório, tais como raios-X, exame de sangue, tomografias, etc. O tratamento depende do problema subjacente. IBS é muitas vezes tratada com medicamentos adequados que podem acalmar a contração anormal do intestino. A obstipação relacionada a IBS  pode ser aliviada com a inclusão de fibra na alimentação. É possível conseguir também o alívio da diarreia com  medicamentos. Sintomas de DRGE são controlados com inibidores da bomba de protões são capazes de reduzir o nível de ácido no estômago. É muitas vezes combinada com anti-ácidos, que são igualmente eficazes para este fim. Esses pacientes têm que seguir uma dieta adequada, que inclui frutas frescas, vegetais e proteínas magras. Os pacientes têm que reduzir o consumo dos alimentos gordurosos sobretudo gorduras saturadas. Alimentos processados, carboidratos refinados e alimentos açucarados são prejudicáveis para eles. Em certos casos, o médico pode fazer uma outra cirurgia para assegurar uma drenagem adequada do suco biliar.

Finalmente, eu gostaria de dizer-lhe que os sintomas acima não são observados em cada pessoa que foi submetida a cirurgia. No entanto, se  já teve a cirurgia, deve estar atento aos sintomas discutidos neste artigo. Não há período de tempo exato para o aparecimento destes sintomas. Eles podem aparecer logo após a cirurgia ou podem surgir passados muitos anos após a intervenção cirúrgica.

18 thoughts on “Os sintomas da Síndrome Pós-Colecistectomia

  1. Cidinha souza on

    Fiz minha cirurgia amanhã faz sete dias mais sinto uma dor do lado direito abaixo das costelas principalmente se respiro fundo de ando um pouco a mais sinto falta de ar isso é normal.Cidinha Souza caso alguém queira trocar informações comigo meu imail e-blima@hotmail.com

  2. Débora on

    Retirei a vesícula no dia 15/12/2016 e minhas fezes tá com cor verde escura e mole. Isso é normal ?

  3. Roberta on

    Gente eu fiz minha cirurgia ontem e estou totalmente bem sem dor nenhuma abdominal um desconforto no ombro que minha medica disse que poderia ser normal por causa dos gases que soltam na cirurgia e eles podem subir para os ombros … Estou comendo super bem só que nao fiz coco nem ontem e nem hoje. A maioria das pessoas dizem ter diarreia eu nao!!! Prendeu o intestino, alguem mais aconteceu isso?? Bjuu

  4. Valter Sales on

    Boa noite senhores,

    Fiz a minha cirurgia a 06 dias. Estou me sentindo muito bem. Apenas um pouco de diarréia uma vez ou outra. Mas estou tranquilo. .. espero que continue assim. Não tenho dores.

    Espero que eu tenha ajudado.

  5. Fernanda on

    Retirei a vesicula dia 01/12/16, tenho historico de diarréia crônica, já tive duodenite cronica com atrofia vilositaria, há três anos,quando descobri as pedras. No mesmo periodo deu também colite e pangastrite moderada. Tenho histórico de problemas intestinais. O que pode implicar no meu caso viver sem vesícula?

  6. Eu sinto muita dor do lado direito das costa fora cansaço e exstres nao sei oque fazer!fui no medico ele diz que é normal descaso desculpe faz 30 dias que eu operei😢

    • Molino on

      Glecy, seja paciente. Seu corpo vai precisar se adaptar a ausência da vesícula. Passei por momentos difíceis nos primeiros meses. Hoje, depois de 11 meses, sinto que estou voltando ao normal. Ainda sinto dormência da anestesia e aqui e acolá algumas pontadas sobre a cirurgia.

  7. Renata on

    Retirei minha visicula em 10/09/16, me sinto muito mal. Muita náusea a noite, fiquei com gastrite e estou tratando e pedindo muito s Deus para melhorar logo.

  8. jane on

    ola amigas ,fiz minha cirurgia dia 10/08/2016 ate agora me sintootima,doressentiso nos 3 primeirosdias,como de tudo:::mas procuro comer fibras que ajuda muito e frutas

  9. valdete on

    Oi meus amados , eu fiz a cirurgia da versicula ha dois meses, sinto muita dor nas costas no peito e as vezes falta de ar. E cansaço.

  10. Amanda cds on

    Oi gente operei de vesícula a 30 dias , perdi todo o apetite, já perdi 10klg e diarréia tenho todos os dias , dores abdominais todos os dias também, principalmente nas costas lado esquerdo mas …. to clamando a Deus misericórdia pois achei que seria muito fácil o pós operatório, espero ter ajudado a vcs. O médico só receitou analgésico e floratil por 30 dias.. Deus proverá, Deus os abençoe.

  11. Genilda. Sandre on

    Fiz a colecistectomia no ano de. 2005, e até hj sofro com a diarreia, qdo começa a ficar líquida fica amarelo. O médico me receitou Questran mas é mto difícil de encontrar além de ser mto caro. Será ainda efeito da cirurgia depois de tanto tempo?

  12. Molino on

    Geovania, fiz a minha dia 06.01.16. Você pode se alimentar normalmente, claro, evitando alimentos gordurosos. Faça refeições leves a cada 3 horas. Isso ajudará seu organismo a se adaptar a nova fase. Estou super bem, tirando é clari as várias idas ao banheiro por conta da diarréia, sempre que me aventuro com alimentos pesados. Carne vermelha ainda não tive coragem. Na verdade faz 5/6 anos que não consumo por conta das crises que ocorriam após sua ingestão.

  13. geovania on

    eu operei na terça feira dia 13 01 2016 e não sei o que comer tenho medo de comer e passar mal

  14. márcia cristina on

    retirei a vesícula há 5 anos, e esse ano de 2015 tenho sentido desconforto abdominal, tomo anti gases e passa, isso é normal, nos exames periódicos as taxas de tgo e tgp estão normais!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *