O cloreto de colina orgânica composto melhora a função do cérebro humano. Ele também é adicionado à ração animal, feita para animais de estimação e animais de fazenda. Leia, para explorar os benefícios do cloreto de colina e os efeitos colaterais ....
0

Cloreto de colina

Atualmente, o cloreto de colina, um elemento orgânico é produzido em grande escala, uma vez que é usado na fabricação de vários tipos de alimentos para animais. Ele acelera o crescimento dos animais. Por isso, é adicionado a todos os tipos de alimentos para animais, especialmente em alimentação de galinhas. Presença deste elemento em comida para cães assegura o metabolismo da gordura em nível apropriado e e ajuda ao sistema nervoso de funcionar bem. Em seres humanos, este elemento está presente nos tecidos do sistema nervoso.

Cloreto de colina

Benefícios alimentares
O cloreto de colina é um elemento que desempenha um papel importante no desenvolvimento do feto e também no crescimento de crianças, além de fazer bem para a saúde das mulheres lactentes. É usado na produção de ácido fólico e de vitamina B12. Isto ajuda a manter a gordura na forma líquida e impede que as artérias do fígado, e a vesícula biliar acumulem o colesterol ou a gordura indesejados. Os médicos costumam receitar o aditivo de cloreto de colina para reduzir os níveis de colesterol. Ele ajuda evitar prejuizos ao fígado e, assim, ajuda a manter a função hepática. É também utilizado para tratar distúrbios do sono, pobres habilidades  cognitivas, depressão, perda de memória, doença de Alzheimer e asma. Este aditivo ajuda a melhorar a memória e elevar o humor. É necessário para a síntese e para manutenção dos níveis de acetilcolina, que regularizar o sono, a memória, o movimento e os processos de pensamento. Cloreto de colina desempenha um papel importante na síntese de neurotransmissores e, assim, ajuda a melhorar a função cerebral. O corpo humano pode sintetizar este elemento, mas com a idade a produção do cloreto de colina diminui, resultando em perda de memória, má aprendizagem e pobres habilidades cognitivas.

Mulheres na pós-menopausa são aconselhados a tomar cloreto de colina, pois este ajuda a manter as membranas mucosas úmidas. Se for tomado durante a gravidez, assegura uma memória excelente e habilidades para aprendizagem da criança. O cloreto de colina é necessária para distribuir a gordura pelo corpo. Como a energia é obtida a partir das reservas de gordura, os atletas que realizam exercícios extenuantes podem achar importante a tomar os aditivos que contêm esse elemento essencial. O cloreto de colina é disponível no mercado em forma de bebidas com sabor de laranja.

A falta deste elemento no organismo aumenta o risco de câncer, especialmente o câncer de fígado. Você pode obter a volume necessária do cloreto  de colina a partir de alimentos como a carne, fígado, carne das aves, ovos, couve-flor, gérmen de trigo, tais alimentos como soja, bacalhau, salmão, brócolis, manteiga de amendoim, leite, etc. Aqueles que seguem uma dieta equilibrada e saudável, geralmente têm o nível suficiente de colina em seu corpo. Como mencionado acima, atletas, gestantes, idosos podem precisar de tomar os aditivos, ou então estes podem ser recomendados a tormar pelos médicos com objectivo de tratar certos problemas.

Efeitos Colaterais
Tomar os aditivos não apresenta nenhum risco, mas você precisa seguir as instruções do médico em relação da dosagem. O cloreto de colina pertence ao grupo de vitaminas B. É altamente solúvel em água, de modo que não há qualquer problema em relação a sua solubilidade. Mas, o consumo muito alto de cloreto de colina pode resultar em efeitos colaterais como aumento da temperatura corporal, transpiração excessiva, um odor de corpo parecido com o de peixe, problemas gastrointestinais, diarreia, náuseas e vômitos. Acredita-se também que o consumo excessivo de colina leva ao câncer  de cólon e o de reto. Para provar isso é preciso realizar mais estudos, mas até então, é melhor evitar o consumo excessivo desse aditivo alimentar.

Dosagem
Aqui é uma informação importante referente ao maior nível de cloreto de colina que pode ser consumido sem causar os prejuízos:

  • Crianças 1-8 anos: 1gramapor dia
  • Crianças 9-13 anos: 2 gramas por dia
  • Adolescentes de 14-18 anos: 3 gramas por dia
  • Adultos acima de 18 anos de idade: 3,5 gramas por dia

Deve consultar um médico antes de optar por aditivo de cloreto de colina. A dosagem pode variar de acordo com idade, sexo, atividade física, estado geral de saúde, etc. Consumo de alimentos audáveis pode assegurar o nível normal do cloreto de colina.

0

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *