É um equívoco geral que a endometriose pode ser completamente eliminado após uma cirurgia de histerectomia. No entanto, se o útero é removido, em seguida, ainda existe uma possibilidade densa de recorrência da endometriose.
17

A endometriose após a histerectomia

De acordo com estatística, milhões de mulheres no mundo sofrem de algum tipo de endometriose, que é uma condição dolorosa e crônica. Endometriose significa depositação de células endometriais em áreas fora do útero. Células endometriais que são estimuladas pelas hormonas de estrogénio formam o revestimento da parede do útero. Quando estas células endometriais ficam depositadas fora do útero, elas continuam a cumprir a mesma função que as células endometriais no interior do útero. Isso afeta todo o sistema reprodutivo e a condição piora com o ciclo menstrual cada mês. Embora a remoção do útero em si para eliminar a dor pareça ser uma boa idéia, dificilmente resolve o problema de endometriose. Histerectomia ou a remoção cirúrgica do útero não significa que não haverá problema endometrial se você já está sofrendo disso. Na verdade, as mulheres que se submeteram a histerectomia são mais suscetíveis a sofrer de dor de endométrio se não tiverem seus ovários removidos. No entanto, a remoção dos ovários juntamente com a histerectomia é também problemática como é  provável para induzir a menopausa.

Os sintomas de endometriose

Os principais sintomas da endometriose são:

  • Dor pélvica severa e infertilidade. Dor pélvica pode começar a partir da área pélvica e propagar-se através da parte inferior  do corpo.
  • Náuseas, vômitos, tonturas, vertigens ou diarréia antes de começar períodos ou durante períodos.
  • Menstruação não controlada ou períodos prolongados e coágulos de sangue durante os períodos.
  •  Fádiga de  longa duração.
  • Problemas mentais como depressão e alterações de humor.
  • A dor intensa nas pernas, coxas e costas.
  • Frequentes cistos ovarianos.
  • Constipação.
  • Frequentes infecções do trato urinário.
  • Incontinência (micção incontrolável).
  • Anemia de longa duração.

Tipos de histerectomia

Histerectomia completa ou total: Tanto o útero como o colo do útero são removidos durante a histerectomia completa ou total.

Histerectomia parcial ou subtotal: Também conhecida como histerectomia supracervical. Neste histerectomia a parte superior de dois terços do útero ou seja, do útero só, tem de ser removida deixando o colo do útero intacto.

Histerectomia radical: Histerectomia radical é o processo de remoção do útero, do colo do útero e da parte superior da vagina, bem como dos tecidos de suporte. Esta histerectomia é absolutamente necessária em caso de câncer de colo uterino, se o câncer se espalhou numa grande extensão.

Se endometriose pode ocorrer após uma histerectomia total?

Na endometriose, as células endometriais crescem ao longo das trompas de Falópio, dos ovários ou do revestimento do tecido da pélvis. Assim, se uma histerectomia parcial ou subtotal é feito, isso significa que só o útero é removido deixando os ovários, trompas de Falópio e colo. As células do endométrio requerem estrogênio. Os ovários produzem estrogênio, o que influencia as células endometriais fora do útero. É por isso que mesmo depois de uma histerectomia parcial, a endometriose pode voltar a ocorrer. Ela pode ter os mesmos sintomas que foram observados antes da cirurgia de histerectomia, especialmente durante a ovulação. Em uma histerectomia total, a remoção dos ovários não está incluída. Assim, há chances de endometriose recorrente. No entanto, se ambos  são removidos, isso minimiza a recorrência da endometriose, uma vez que a fonte de estrogénio ou seja, os ovários, são removidos. O processo de remoção de ambos os ovários, juntamente com o útero e trompa de Falópio é chamado de histerectomia (completa ou parcial) bilateral. No entanto, se estiver a tomar  estrogênio, por qualquer motivo, isso pode estimular a endometriose novamente.

Histerectomia é recomendada para aquelas mulheres que não desejam ter mais filhos. Em histerectomia parcial, uma  parte muito pequena do útero fica deixada juntamente com o colo do útero e algumas mulheres podem experimentar mini-períodos. Mas na histerectomia total, todo o útero juntamente com o colo do útero são removidos, portanto, na forma ideal não devem haver quaisquer períodos ou sangramento. Se os ovários estão ainda presentes, eles produzem as hormonas necessárias para o ciclo mensal. Assim, o ciclo mensal continua ou seja, todos os outros sintomas da TPM vão persistir enquanto apenas o sangramento vai parar.

Sugere-se sempre que as mulheres que se submetem à histerectomia em caso da endometriose devem perguntar seu ginecologista para verificar a extensão da endometriose e só depois optar pelo método de remoção adequado para evitar os efeitos colaterais da histerectomia. Se histerectomia se inicia na fase da menopausa, em seguida, sintomas como secura vaginal, insônia, irritação e ganho de peso podem ocorrer. Se você optou por uma histerectomia completa, então você também precisa de passar por exame ginecológico e de mama regularmente. Consulte o seu médico imediatamente se sentir qualquer sintoma recorrente da endometriose.

17

17 thoughts on “A endometriose após a histerectomia

  1. Marta on

    Passei por uma cirurgia em agosto de 2016 e perdi o utero devido miomas. Mas de 4 meses pra cá tenho sentido muitas dores abdominais, estive em um gastro que me pediu a ressonancia magnetica da regiao pelvica que constatou picos de endometriose na regiao abdominal. Tirei o utero achando que acabaria meus problemas e na verdade nao resolveu muito.

  2. simoni on

    fiz a histerectomia a 6 anos tirei so o utero e a dois anos começei a sentir dores terriveis no ato sexual se ficar sem relaçao nao sinto nada …………….alquem ja passou por isso

  3. Edna suely ferreira on

    Ha 13 anos fiz 3 cirurgia sendo de corte.1 videolaparoscopia. Devido endometriose achei que estava totalmente curada. Foi retirado útero e ovário direito. A dois anos atrás consultei com um ginecologista que me falou que tinham me cortado sem ser preciso pois está droga de doença não tem cura somente tratamento. Então tive que tomar hormonio, uma injeção cada 30 dias até que comecei a passar mal. Parei com tudo, hoje estou cada vez pior com muita dor abdominal dor no reto não tenho lubrificação na vagina sinto dor de cabeça náusea frequentemente. Não sei mais aonde recorrer .por favor me ajudem a ter uma solução.

  4. Fiz uma histerectomia a 6 anos atraz por conta da endometriose pois sofria de dismenorreia e hoje me encontro sofrendo de dores horriveis no abdome, fiz uma ultrassom com doppler e resultou endometriose em varios locais, ovarios, vagina, peritoneo na pelvis enfim achei que com a histerectomia eu estaria curada, mas nao, me encontro sofrendo de dores novamente procurando um especialista para resolver esse problema.

  5. Rosemeire Brasil do Prado on

    Depois de 17 anos de tratamento, em vão, cinco videolaparascopias, fui submetida a histerectomia parcial, 7 anos depois surgiu a diarréia diária, comecei a tratar como sindrome do intestino irritável, mas estou com cisto endometrial no ovário direito, comecei a tomar Pietra ED, tenho sentido muito mau… não sei o que fazer??

  6. Talita Perin on

    Oi Lídia, lendo sua história temos muito em comum com toda essa catástrofe de doença que chamo de câncer que não mata. Preciso muito de um tel de um ginecologista que entenda da doença pois como a muito tempo desisti de pensar nisso acabei perdendo contato dos profissionais. Se vc mora em São Paulo entre em contato comigo se puder através do meu watts 11 994866247 meu nome é Talita. Preciso de ajuda o qto antes dos médicos pois fiz uma colono e meu intestino segundo o médico fez um cotovelo por conta da endo. Estou sofrendo ou o mesmo ou mais que antes. Pois hj em dia estou desgastada demais contudo. Foram quinze cirurgias e muitos acontecimentos e internações desagradáveis demais. Que se não se importar nos falamos via watts. Muito Obrigada e desculpa a invasão. Abraço Talita Perin

  7. Claudicelia o.cruz on

    Sou claudicelia tenho 39 anos e estou na mesma situação de vcs não sei mas o que fazer estou com muita dores.

  8. Vanessa da Silva on

    Olá,sei que talvez ninguém me responda,mas tentarei mais uma vez um apelo.Fiz histerectomia parcial somente o útero,ja faz 9 anos e cm dito no texto tenho todos os sintomas da tpm mas o q me deixa encucada é q todo mês desce uma água roasada as vezes sangue claro,ja procurei dois médicos e passei por mentirosa pq eles falaram que era impossível disso acontecer e que poderia ser um vaso q se rompeu.Mas cm iria se romper se não tenho relações sexuais ?E durante 9anos todos os meses se rompe um vaso?Já nem sei para onde correr,se isso é normal ou não?! Até desisti pq não queria ser chamada de mentirosa mais uma vez 🙁 .E sempre que faço minha ultrassom sempre dá cistos lúteo grandes.Alguem pode me orientar?Por favor

  9. Vívian Mourett on

    Fiz histerectomia total em julho deste ano. Nunca tive problemas com fluxo intenso, pelo contrario, sempre foram amenos e duravam no máximo 4 dias, porém, as dores me acompanhavam o mês inteiro. Fiz duas videos antes da histerecto e poucos focos visíveis eram encontrados. Enfim… há cerca de três semanas voltei a sentir dores pélvicas, que se irradiam para base das costas e pernas. Não sei mais o que fazer

  10. Lídia Silva on

    Fiz HTA (histerectomia total e anexos), ou seja útero, ovários, trompas, já havia removido ceccoce íleo terminal, sigmóide e parte do reto, além de ter retirado diversos focos em região abdominal, pélvica, intestinal e urter. Também havia focos em diafragma e pulmões. Depois de várias cirurgias, uma sepse urinária causada por catéter duplo J, que me deixou no CTI e resultou em uma miocardite que me levou, ainda no CTI, a um enfarte me considero sobrevivente. Atualmente voltei a sentir dor abdominal intensa, acompanhada de inchaços e muito desconforto, além de uma dificuldade absurda nas eliminações intestinais… Confesso que estou na iminência de surtar só em pensar em reicidiva da doença.

  11. Juliana on

    Fiz a histerectomia parcial, retirei o utero e parte do colo, tinha focos de endometriose até no reto, tive uma complicaçao na hora…broncoespasmo grave, fiquei sem pressao arterial, tive parada cardíaca, fui entubada e em menos de 5 hrs estava acordada na UTI com a graça de Deus e oraçao da minha familia….pois bem eu sou alergica ao latex por isso q tive reaçao alergica.
    Sofri mto nos primeiros dias, chorava de dor no corte, e até hoje 11 meses depois nao consegui me recuperar, tá td adormecido é horrível, o médico disse q leva ate 1 ano pra voltar td normal.
    Mes passado fiz uma ressonancia da pelve e nao apareceu nada de endometriose, graças a Deus.
    Aos poucos estou voltando as atividades físicas.
    To bem feliz, sem cólica, só q com a bendita Tpm já q nao retirei os ovarios.
    Tenho 37 anos e uma linda filha de 5 aninhos.

  12. Marcia n Ferreira on

    eu fiz em 2011 tirei utero trrompas ovario direito e esquerdo e não sei da onde a endometriose voltou vou procurar outro medico mas o medico atual me disse que eu estou com endometriose na pelve e bexiga estou com 44 anos não sei o que fazer….

  13. Elisângela Guimarães on

    Fiz uma histerectomia por causa da endometriose profunda, dia 16 de dezembro 2015….
    Pois foi retirado o útero colo do útero as trompas, e o ovário esquerdo….
    Em fevereiro de 2016 já estava com dores de endometriose novamente infecção urinária dores au evacuar mal cheiro da urina, muitas dores nas costas coxas e pernas…
    Não sei oque fazer mais…….😥😥😥
    Oque devo fazer pois minha ginecologista disse que eu não teria mas problema ginecológico.
    Que desespero….😭😭😭

  14. Pagliares on

    Fiz histerectomia e retirei o ovário direito. Hoje estou com 41 dias de cirurgia e com muitas dores. Não tinha nenhuma dor até 38 dias atrás.
    Estou em pânico.

  15. Ana on

    Eu também, o pior de tudo coloquei 4 placas de um harmónio chamado G6. E imediatamente tive um Avc, tive de fazer uma cranotômia e fiquei com sequelas, tomando choque. Agora depois de 6 anos a endometriose voltou nos ovários, não posso fazer uso de medicamentos dores desmaios, 😢😢😢😢 voltei ao meu médico ele falou que vou tê que tirar os ovários e fazer uma suspensão de bexiga!!!

  16. Marilene on

    Eu fiz uma histerectomia há 7 meses atrás e foi preservado os ovários. ..Ainda tenho endometriose e sinto fortes dores no abdomen….

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *